Em janeiro, pesquisadores anunciaram a existência de falhas de segurança nos microprocessadores presentes em grande parte dos computadores produzidos nas últimas duas décadas.

Essas falhas não podem corromper ou apagar dados, mas permitem que eles sejam espionados. No ano passado, pesquisadores descobriram métodos de explorar a maioria dos processadores e ter acesso a informações contidas nos mesmos. Tais técnicas foram chamadas de Spectre e Meltdown.

Sabe-se que podem ser obtidos através desses métodos, fotos, documentos, e-mails, mensagens, senhas salvas, entre outros.

Até o momento não existem medidas contra as vulnerabilidades. Fabricantes de softwares estão desenvolvendo atualizações para combaterem os ataques.